Mês: maio 2018

De rolê por Inhotim e Brumadinho: banho energizante na Cachoeira Carrapatos

Brumadinho tem um município enorme, 2 vezes maior que o de Belo Horizonte e muito menos urbanizado (ainda bem!), o que permite que a região esconda verdadeiros tesouros a poucos minutos da cidade. Um deles é a Cachoeira Carrapatos, no distrito de Piedade do Paraopeba.

Depois de três dias intensos visitando Inhotim, com programação noturna e ainda a vivência nos quilombos Marinhos e Sapé, a nossa viagem a Brumadinho terminou com um tchibum na cachoeira bem merecido!

De rolê por Inhotim e Brumadinho: receita de pão de queijo mineiro

Quem já lê o blog há tempos conhece a minha receita de pão de queijo de família, passada pra mim pela minha mãe e avó. Acontece que o melhor pão de queijo mineiro mora na casa da sua avó mineira, as receitas variam demais, demais, de acordo com as preferências e experiências de família, mas ela certamente será uma receita muito mais gostosa do que as que são vendidas em restaurantes, cafés e outros estabelecimentos por aí. Por que? Porque a sua avó não vai economizar na quantidade e qualidade do queijo e dos ovos! Essa é a principal premissa para uma boa receita de pão de queijo 😉

Na viagem que fiz a Brumadinho, fui convidada pelo De Rolê Por Brumadinho a fazer um workshop de pão de queijo oferecido pela Telma Brandão na Casa da Horta! Ou seja: aprendi uma receita de família diferente da minha – e que delícia! Amo as duas, não quero alimentar disputas familiares, meu estômago e papilas gustativas gostam de ambas kkkkkkkkk

Confira essa receita e arrisque-se a tentar em casa!

Ponto Gê – o jantar mineiro perfeito para se deleitar depois de visitar Inhotim

O Ponto Gê é um ponto de prazer inigualável – estou falando do restaurante Ponto Gê, em Brumadinho, o lugar perfeito para experimentar a culinária mineira contemporânea logo depois de visitar Inhotim! A chef Genilda Delabrida, a Gê, é uma cozinheira de mão cheia com muita criatividade para aproveitar os ingredientes da região, misturando as receitas tradicionais (a linguiça artesanal é passada de geração em geração pelas mãos das mulheres da família) com criações contemporâneas maravilhosas, como a banana assada com molho de tomate, pimenta biquinho e morango, tudo preparado no fogão a lenha. O restaurante tem excelentes opções vegetarianas e veganas, além de carnes típicas da culinária mineira. Sério, é uma coisa de louco.

Leia este post e fique sofrendo com muita água na boca. Eu avisei!

Rolar para cima