Mianmar

Tudo que você precisa saber para planejar sua viagem para Mianmar

Monte seu roteiro, planeje quais passeios vai fazer, prepare sua mochila, corpo e mente para que sua viagem para o Mianmar seja inesquecível!

Algumas coisas que conto nos posts antigos sobre o Mianmar podem ter mudado porque tudo lá está se transformando em rapidez assustadora desde o fim do embargo econômico europeu e estadunidense. Neste post aqui, atualizo as informações com base em relatos de amigos que foram para lá este ano e divido um pouco mais da minha experiência por lá.

A rapidez das mudanças é mais um motivo para ir nesses lugares e conhecer essas pessoas antes que sua cultura se perca para sempre!!

Mianmar: como levar dinheiro para sua viagem

No Mianmar (quase) não existem caixas eletrônicos e é impossível trocar kyats (a moeda oficial) fora do país.

Nesse post, te explico qual é a melhor moeda para levar, como levar e onde trocar seu dinheiro lá pelas melhores taxas.

Adeus Ásia, olá Europa!

Foram quase seis meses de alfabetos com caracteres estranhos, comidas com muitos temperos diferentes, cores, sons, cheiros, religiões diferentes das que estou acostumada. Milênios de história, de conflitos, de mitos e lendas que a gente, do outro lado do mundo, só ouve falar. Quando eu era pequena, a Ásia não era um lugar que eu pensava que iria visitar. Parecia tão longe, tão alienígena… Estou MUITO feliz, muito grata, por ter ido e visto tanta coisa incrível. É um continente inteiro que é pouco explorado pelos brasileiros, talvez pela distância, talvez por puro preconceito mesmo. A verdade é que me …

Adeus Ásia, olá Europa! Leia mais »

Bagan e seu mar de templos

  Bagan é uma região que ainda não está no Grande Mapa das Ruínas simplesmente porque o Mianmar ainda não é um país fácil de visitar (como já falei aqui e aqui).   O local tem cacife para entrar no clube exclusivo do qual Angkor, Petra e Machu Picchu fazem parte. E com uma grande vantagem: tirando a parte chata do visto, é muito fácil de chegar e passear pelo lugar.   Bagan é uma planície onde se espremem cerca de 4.400 templos (em sua maioria budistas), todos construídos entre os séculos VIII e XI a.C.   A maioria deles foi …

Bagan e seu mar de templos Leia mais »

Pedalando por Mandalay e arredores

Foram mais ou menos 32 quilômetros em um dia, mas valeu a pena.     Mandalay é a segunda maior cidade do Mianmar e está situada em uma planície tranquila, cortada por rios e incontáveis templos. Ao seu redor estão três cidades muitos simpáticas e turísticas: Amarapura, Inwa e Sagaing. Escolhi percorrer tudo de bicicleta. O plano era ir pedalando e, se ficasse cansada, jogar a magrela no teto de uma caminhonete e voltar de carona, mas acabei voltando à perna mesmo.   O legal de ir de bicicleta é poder parar em qualquer biboca da estrada para tomar uma …

Pedalando por Mandalay e arredores Leia mais »

Mianmar: como viajar sem apoiar o governo autoritário do país

Como eu falei no post anterior, o governo do Mianmar não é o mais legal do mundo – na verdade, ele não está nem no top 100 dos mais legais.   Toda a estrutura para os turistas do país está amarrada por regras que controlam onde eles (nós) podem(os) ir, onde dormir, quais ônibus/trens/barcos tomar, como respirar, etc.   O governo também cobra ingressos para entrar nos maiores destinos de turismo – um dinheiro que não vai para a conservação deles (para onde ele vai? ~~~~Mistério~~~~).   É proibido dormir em mosteiros ou na casa de pessoas (prática comum em …

Mianmar: como viajar sem apoiar o governo autoritário do país Leia mais »

Rolar para cima