myanmar

Bagan e seu mar de templos

  Bagan é uma região que ainda não está no Grande Mapa das Ruínas simplesmente porque o Mianmar ainda não é um país fácil de visitar (como já falei aqui e aqui).   O local tem cacife para entrar no clube exclusivo do qual Angkor, Petra e Machu Picchu fazem parte. E com uma grande vantagem: tirando a parte chata do visto, é muito fácil de chegar e passear pelo lugar.   Bagan é uma planície onde se espremem cerca de 4.400 templos (em sua maioria budistas), todos construídos entre os séculos VIII e XI a.C.   A maioria deles foi …

Bagan e seu mar de templosLeia Mais »

Pedalando por Mandalay e arredores

Foram mais ou menos 32 quilômetros em um dia, mas valeu a pena.     Mandalay é a segunda maior cidade do Mianmar e está situada em uma planície tranquila, cortada por rios e incontáveis templos. Ao seu redor estão três cidades muitos simpáticas e turísticas: Amarapura, Inwa e Sagaing. Escolhi percorrer tudo de bicicleta. O plano era ir pedalando e, se ficasse cansada, jogar a magrela no teto de uma caminhonete e voltar de carona, mas acabei voltando à perna mesmo.   O legal de ir de bicicleta é poder parar em qualquer biboca da estrada para tomar uma …

Pedalando por Mandalay e arredoresLeia Mais »

Mianmar: como viajar sem apoiar o governo autoritário do país

Como eu falei no post anterior, o governo do Mianmar não é o mais legal do mundo – na verdade, ele não está nem no top 100 dos mais legais.   Toda a estrutura para os turistas do país está amarrada por regras que controlam onde eles (nós) podem(os) ir, onde dormir, quais ônibus/trens/barcos tomar, como respirar, etc.   O governo também cobra ingressos para entrar nos maiores destinos de turismo – um dinheiro que não vai para a conservação deles (para onde ele vai? ~~~~Mistério~~~~).   É proibido dormir em mosteiros ou na casa de pessoas (prática comum em …

Mianmar: como viajar sem apoiar o governo autoritário do paísLeia Mais »

Mianmar. Fatos históricos, licenças poéticas e considerações políticas

~~Mianmar~~Birmânia~~Myanmar~~Burma~~ O que antes era um nome num mapa com paisagens alienígenas e pessoas desconhecidas que eu queria ver de perto agora é uma lembrança boa, um calorzinho no peito.   Para começar a entender este país, é preciso começar com alguns fatos “chatos”, que facilitam a entender este caldeirão de etnias, disputas, riquezas e esperanças.   . O começo do que é a Birmânia como a conhecemos Os ingleses finalmente conseguiram dominar o território birmanês em 1885, após duas guerras anglo-birmanesas. O domínio deste reino se estendia pelas planícies férteis do que hoje é o Mianmar, habitadas majoritariamente pelos …

Mianmar. Fatos históricos, licenças poéticas e considerações políticasLeia Mais »

Me ama, Mianmar!

O Mianmar (antiga Birmânia) é provavelmente o país mais difícil que eu vou visitar nessa volta ao mundo. Difícil porque ele estava sob uma ditadura militar longuíssima (de 1962 a 2011) e que ainda não está com a democracia realmente instalada (ok, “defina democracia”, mas parece que lá a questão é tensa).   Esse governo fechou diversas regiões do país para estrangeiros (inclusive a capital Naypyidaw), que ainda não estão abertas.   É quase impossível chegar até o interior do país por terra – apenas uma estrada, que vem da China, passa por territórios permitidos a não-birmaneses – ou seja, …

Me ama, Mianmar!Leia Mais »

Rolar para cima