Mês: abril 2018

De rolê por Inhotim e Brumadinho: vivência inesquecível nos quilombos Marinhos e Sapé

Quantos sabem que Brumadinho abriga quilombos, iniciados por pessoas que conseguiram fugir da escravidão da Fazenda dos Martins, antigamente Fazenda Boa Vista, uma das maiores de seu tempo na região? É o tipo de comunidade que a gente imagina que exista, mas que eu ainda precisava conhecer. É difícil encontrar relatos sobre esse período terrível da nossa biografia e gostaria de, por meio do blog, ajudar a espalhar a história de luta e ternura dessas pessoas, para que sejam conhecidas por mais e mais gente.

São 4 as comunidades quilombolas reconhecidas pela Fundação Palmares em Brumadinho: os quilombos Marinhos, Sapé, Ribeirão e Rodrigues. Tem ainda Lagoa, Casinhas e Massangano, em processo de reconhecimento oficial como quilombo. São pequenos povoados simpaticíssimos, que tive a oportunidade de conhecer graças ao convite da De Rolê Por Brumadinho por intermédio do Batuque Natividade, projeto de Reinaldo Santana Silva, o Rei Batuque, e sua família, que vivem em Marinhos.

Confira os vídeos e fotos dessa vivência inesquecível!

Inhotim – tudo que você precisa saber para visitar o maior (e melhor) museu a céu aberto do mundo!

Inhotim está instalado em 140 hectares de fazenda transformados em museu e jardim botânico no município de Brumadinho, a 60km de Belo Horizonte, MG. É impossível conhecer tudo em uma visita! Mesmo quem separa dois dias para visitar Inhotim não conseguirá aproveitar tudo que ele tem a oferecer, então já aceite que você vai precisar voltar outras vezes, hehehehe. Eu já visitei o museu 11 vezes e nessa última ida até lá, descobri obras que eu nunca tinha visto!
Aliás, é legal voltar em diferentes épocas do ano, porque as plantas e animais mudam bastante em cada uma delas 🙂

Neste post, escrevi um apanhado de informações que você precisa saber para programar sua visita a Inhotim. Confira!

Rolar para cima