dicas práticas

Taxi, pra quê? Veja como é fácil e barato ir de metrô + ônibus pro Aeroporto de Guarulhos em SP

Existem diversas maneiras de chegar até o Aeroporto de Guarulhos, GRU, em São Paulo, mas nem todas são baratas nem rápidas. Minha escolha, na maioria das vezes que preciso ir e sair de lá, é o trajeto de metrô até a estação Tatuapé da Linha Vermelha e depois o ônibus mais baratex até o GRU o EMTU 257.

Eu acho ir de metrô + ônibus pro Aeroporto de Guarulhos é a melhor alternativa que temos hoje e você vai ver nesse post aqui como é fácil fazer isso! A não ser que você esteja com muitas malas para carregar, prometo que nunca mais vai pensar em pegar uber pra GRU (e plmdds, esses ônibus de 42 reais que vão até a Paulista são muito embuste, confie em mim).

De rolê por Inhotim e Brumadinho: receita de pão de queijo mineiro

Quem já lê o blog há tempos conhece a minha receita de pão de queijo de família, passada pra mim pela minha mãe e avó. Acontece que o melhor pão de queijo mineiro mora na casa da sua avó mineira, as receitas variam demais, demais, de acordo com as preferências e experiências de família, mas ela certamente será uma receita muito mais gostosa do que as que são vendidas em restaurantes, cafés e outros estabelecimentos por aí. Por que? Porque a sua avó não vai economizar na quantidade e qualidade do queijo e dos ovos! Essa é a principal premissa para uma boa receita de pão de queijo 😉

Na viagem que fiz a Brumadinho, fui convidada pelo De Rolê Por Brumadinho a fazer um workshop de pão de queijo oferecido pela Telma Brandão na Casa da Horta! Ou seja: aprendi uma receita de família diferente da minha – e que delícia! Amo as duas, não quero alimentar disputas familiares, meu estômago e papilas gustativas gostam de ambas kkkkkkkkk

Confira essa receita e arrisque-se a tentar em casa!

Ponto Gê – o jantar mineiro perfeito para se deleitar depois de visitar Inhotim

O Ponto Gê é um ponto de prazer inigualável – estou falando do restaurante Ponto Gê, em Brumadinho, o lugar perfeito para experimentar a culinária mineira contemporânea logo depois de visitar Inhotim! A chef Genilda Delabrida, a Gê, é uma cozinheira de mão cheia com muita criatividade para aproveitar os ingredientes da região, misturando as receitas tradicionais (a linguiça artesanal é passada de geração em geração pelas mãos das mulheres da família) com criações contemporâneas maravilhosas, como a banana assada com molho de tomate, pimenta biquinho e morango, tudo preparado no fogão a lenha. O restaurante tem excelentes opções vegetarianas e veganas, além de carnes típicas da culinária mineira. Sério, é uma coisa de louco.

Leia este post e fique sofrendo com muita água na boca. Eu avisei!

Inhotim – tudo que você precisa saber para visitar o maior (e melhor) museu a céu aberto do mundo!

Inhotim está instalado em 140 hectares de fazenda transformados em museu e jardim botânico no município de Brumadinho, a 60km de Belo Horizonte, MG. É impossível conhecer tudo em uma visita! Mesmo quem separa dois dias para visitar Inhotim não conseguirá aproveitar tudo que ele tem a oferecer, então já aceite que você vai precisar voltar outras vezes, hehehehe. Eu já visitei o museu 11 vezes e nessa última ida até lá, descobri obras que eu nunca tinha visto!
Aliás, é legal voltar em diferentes épocas do ano, porque as plantas e animais mudam bastante em cada uma delas 🙂

Neste post, escrevi um apanhado de informações que você precisa saber para programar sua visita a Inhotim. Confira!

Um dia na bicicleta: de Punta del Diablo a Santa Teresa, Uruguai

Foram aproximadamente 26km de pedalada à beira-mar, por florestas subtropicais do Parque Nacional Santa Teresa e campos de pastoreio uruguaios até chegar à Fortalesa Santa Teresa, uma das principais do Uruguai.

Um passeio super gostoso e fácil de ser feito mesmo por quem está fora de forma! Ok, tem um trecho de subida mais intenso, mas é curto e as nossas bicicletas de 21 marchas e pneus largos alugadas pela BiciUruguay deram conta de nos ajudar a superá-las, hehe. E, quando batia o cansaço, era só parar, tomar uma água e aproveitar a paisagem 🙂

Como viajar pelo litoral do Uruguai sem carro

Viajei com 6 amigas para Punta del Diablo, no Uruguai, para passar o reveiom no litoral sul do sul da América do Sul. E foi uma viagem ótima! Recomendo demais!

O nosso principal desafio foi descobrir informações seguras e precisas sobre horários de ônibus para viajar pro litoral do Uruguai sem carro! Passamos alguns perrengues e tivemos que entrar em sites feitos nos anos 2000, procurar informações em cadernos escritos à mão, quadros de horários com informações desafasadas e tudo o mais, mas sobrevivemos para contar! E eu anotei e tirei foto de tudo pra poder contar pra vocês, é claro!

Agora as informações estão todas aqui, não precisa se descabelar 😉 Leia esse post e prepare-se pra viajar por todo o Uruguai!

Splitwise, o app para dividir despesas que vai descomplicar suas viagens em grupo

Dinheiro é frequentemente uma fonte de stress em viagens em grupo, afinal uma paga por certas coisas, outra paga outras contas e de repente tá todo mundo se devendo alguma grana, uma confusão difícil de resolver que pode inclusive ser o começo de várias brigas… Não mais! O Splitwise veio para acabar com as discussões “quem pagou o quê” em viagens! E ainda é grátis!

Nessa última viagem ao Uruguai, experimentamos usar o Splitwise e já quero voltar no tempo e usar esse app em todas as outras viagens que fiz em grupo na vida! Leia nesse post porque eu virei fã – e você vai virar fã também 😉

Kerala, na Índia: será que é seguro para uma mulher viajando sozinha?

A resposta curta é SIM! Pode fazer as malas!

Nesse post eu conto porque o estado de Kerala, na Índia, é muito tranquilo para viajar sendo mulher ou homem. Claro, a gente tem que ficar atenta à nossa segurança sempre, mas o Kerala é um ótimo estado para ter o primeiro choque cultural do que é a Índia. Quem sabe você, como eu, vai se apaixonar e continuar viajando para outras regiões mais pobres, duras e fascinantes do país?

Mochila pro Kerala – 14kg pra aproveitar calor, frio, trekking e praia no sul da Índia

Para a viagem da Kerala Blog Express, me desafiei a viajar mais leve para a Índia, tanto para praticar as novas regras de bagagens brasileiras quanto para levar compras de especiarias e roupas indianas que pretendo comprar por lá!

Neste post, mostro fotos de tudo que levei para enfrentar o calor escaldante, friozinho das montanhas, aproveitar a praia e fazer trekking. Mostro tudo que vai no meu kit de primeiros socorros tradicional e produtos de beleza e cuidados com o corpo que considero essenciais durante minhas viagens (e algumas vaidades que cabem na mala também, hehe).

Inspire-se nessa lista para viajar mais leve também!

Rolar para cima