Incredible India!

 

“Crazy India, Amazing India, Messy India, Colorful India, Dirty India, Groovy India, Loud India, Beautiful India, Crowded India, Rich India, Poor India, Spicy India, Smelly India”

 

Todos os adjetivos são verdadeiros e insuficientes para definir esse país imenso, diverso, complexo, difuso, confuso, complicado… enfim – inexplicável.

 

A melhor definição é, vejam só, a do departamento de turismo do país:

Incredible !ndia

(perdoemos a exclamação brega que eles adicionaram sem precisar aí no meio)

 

Essa introdução é pra pedir desculpa pela demora em começar a postar coisas indianas e para dizer que eu vou ficar devendo essa no blog. Na “vida real” já saí de lá, já fui à Jordânia e estou em Istambul! Eu não consegui parar a loucura indiana para escrever e fiquei atrasada com tudo… por isso, deixo com vocês um MIL DESCULPAS, uma galeria de fotos com legendas e a promessa de que escreverei sobre a minha experiência no país quando me der tempo nessa vida.

 

Rafael, Natália e Luiza viveram na India e têm muitas palavras sobre o país no blog 360 meridianos.

 

 

Varanasi, o rio Ganges e eu antes de ter intoxicação alimentar (sobrevivi até a última semana na India, mas foi inescapável…).

 

A cidade é, surpreendentemente, muito menos bagunçada do que eu tinha imaginado. O ambiente místico, de pessoas casando, vivendo, nadando, morrendo no rio estará para sempre impressa na minha memória.

 

Ganesh versão alfacinha. Me divirto! As paredes com azulejos de deuses são as menos mijadas de Varanasi. Os homens ficam com vergonha de fazer xixi em cima deles.

 

 

Taj Mahal!!!!! Muito mais incrível que eu imaginava – confesso que estava achando que ele ia ser só um prédio branco supervalorizado, mas ele é um prédio BRANCO, BRILHANTE E SIMETRICAMENTE PERTURBADOR.

 

Vale uma manhã só olhando pra ele com boa música nos ouvidos. Depois vá ao Red Fort ver o Taj de longe e a residência de um sultão que tinha 500 esposas. Ouiéah.

(amo essa família posando pra foto atrás de mim)

 

 

O Rajastão é o estado MAIS ESTILOSO da India. Esse cara não estava vestido pra foto – he was born this way.

 

Adoro os turbantes coloridos, os bigodes elaborados e os brincos de ouro que eles usam!

 

 

A cidade mais próxima do deserto de Thar é Jaisalmer, onde todo o centro histórico é construído com a mesma tonalidade de arenito – por isso ela é chamada de Golden City.

 

A vaca veio pra foto seguindo o dresscode.

 

 

Johdpur, no Rajastão, é conhecida como a Cidade Azul. A maioria dos prédios do centro velho da cidade são pintadas com essa tinta anil que repele mosquitos.

 

Não sei que magia é essa, sério, mas funciona: não fui picada por nenhum mosquito johdupuriano!

 

 

Em uma casa de família em Johdpur havia uma placa que anunciava a aplicação de hena nas mãos. Bati, fiz a hena e ganhei 6 novas amigas que me vestiram com o sari (roupa tradicional indiana para as mulheres), me colocaram maquiagem, emprestaram pulseiras, colares e tornozeleiras só pra tirar algumas fotos (abaixo)

 

 

<3

 

 

Amritsar é uma cidade bem sem graça, mas o Golden Temple, o templo mais importante para os Sikhs, é INCRIVEL.

 

Eles dão hospedagem e comida de graça e tem atividade e gente no tempo 24h/dia, todos os dias do ano.

 

Tem gente saindo pelo ladrão, dormindo em todos os cantos à noite, banhando-se no lago sagrado (os homens em público, as mulheres em uma cabaninha especial. E o restaurante não para de servir comida (deliciosa, por sinal)

 

É uma loucura!

 

 

Finalizo o post com uma gotinha de Bollywood + Wando 🙂

4 pensamentos sobre “Incredible India!”

  1. Pingback: Kerala: o melhor estado para começar a explorar a Índia

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *