Mianmar: como levar dinheiro para sua viagem

Quando fui ao Mianmar em 2012, não exisitiam caixas eletrônicos. Bom, existiam, mas apenas de bancos chineses (seu Visa ou Mastercard não iam funcionar). Hoje em dia, já é possível encontrar caixas eletrônicos de bancos ocidentais em Yangon e Mandalay, mas mesmo assim eles não são muito confiáveis.

A melhor maneira de levar dinheiro para sua viagem para Mianmar é em espécie. Dólares. Dólares novíssimos, de preferência

 

Tá, pra você entender o governo do Mianmar e como as coisas são complexas por lá, primeiro leia este post e depois este outro. Escrevi eles logo que voltei do Mianmar, com as informações frescas na cabeça e o coração apaixonado pelo país, apesar de tantos pesares políticos e econômicos.

 

Bom, agora que você já entendeu como o governo do Mianmar é zoado (até hoje, não se deixe enganar pela “democracia” encenada pelos militares ditadores), vamos às informações práticas pra você que quer conhecer o país – e que com certeza vai se apaixonar pelas pessoas.

 

A moeda oficial do Mianmar é o kyat (pronuncia-se “tchat”) e você só consegue comprá-lo lá, no país.

 

A moeda preferida de troca é o dólar.

 

Isso se dá porque o governo do Mianmar lava (ou lavava??) dólares conseguido com tráfico de armas (história não oficial, claro), por isso os estrangeiros devem levar notas de dólares lindíssimas novíssimas como se nunca tivessem sido usadas (pensa que o dinheiro lavado pelo governo também chega assim lá, em malas – ou cuecas?).

 

Quando for trocar dinheiro para ir ao Mianmar, peça notas de dólares novíssimas, de preferência de 100 dólares – elas são mais cobiçadas.

 

Levei meu dinheiro dentro de um envelope, sem dobrar, dentro da doleira (que levo sempre comigo por baixo da calça). Uma vez no Mianmar, troque dinheiro apenas no banco – ou no seu hotel. O melhor é no banco mesmo, em Mandalay e Yangon, que tem taxa de câmbio melhor do que no hotel. Quando sair do aeroporto, pague o taxi da chegada em dólares mesmo ou troque um pouco no aeroporto (se der).

 

kyat-mianmar

5 mil kyat, a moeda mais valiosa do Mianmar. Ela equivale a, mais ou menos, 5 dólares. Sim, isso significa que você vai andar com muito dinheiro no bolso.

 

Leve dinheiro suficiente para todo o seu tempo lá, porque, como já disse antes, os poucos caixas eletrônicos existentes não são confiáveis. Eu levei dólares a mais do que pensei que precisaria na viagem exatamente para o caso de uma emergência. Mantenha seu dinheiro o tempo todo com você, na doleira, ou em um locker no hotel, assim você fica tranquilo.

 

Como a maior nota do país equivale a 5 dólares (essa da foto), você já pode ir preparado para andar com muitos maços de dinheiro!

 

O Mianmar é um país relativamente seguro, muito mais seguro que o Brasil sem dúvidas, e o mais seguro dos países do Sudeste Asiático. Os golpes contra turistas são raros e geralmente acontecem só onde é muito turístico, tipo perto dos hoteis em Yangon. Mesmo assim, pra nós brasileiros escolados, os golpistas de lá são amadores. Tome cuidado, mas não precisa ficar na paranoia.

 

Um bom preparativo para ter noção dos preços de lá é dar uma olhada nos hoteis e reservar sua hospedagem, pelo menos nos lugares de chegada e saída do país (Yangon e Mandalay). Hoteis nessas cidades ficam totalmente reservados com um mês de antecedência, dependendo da temporada!

 

Em Mandalay, recomendo ficar entre o Grande Palácio e o Mercado. Existem várias opções de hotel no booking.com.

 

Em Yangon, o melhor é ficar perto da Sule Phaya (Sule Pagoda), que está próxima a vários pontos turísticos à pé e tem muitos restaurantes locais e fofos.

 

Hospedagem e os deslocamentos de ônibus, avião ou trem serão seus maiores gastos no país. A partir dos custos de hoteis, você pode acrescentar alguns dólares para comida (5 a 7 dólares por dia, se você estiver econômico) e pesquisar quanto estão custando os voos das companhias aéreas do Mianmar para os grandes deslocamentos (Yangon-Mandalay é o mais longo deles).

 

On the safe side, eu colocaria um orçamento de 30 dólares por dia + tarifa do hotel para sua viagem ao Mianmar.

 

É, o Mianmar não é um país tão barato quanto os seus vizinhos do sudeste asiático, mas vale a pena ir antes que ele se modifique totalmente com a abertura econômica!

 

Neste post, você lê sobre as exigências de visto para o Mianmar e como consegui-lo. Acesse outros posts sobre o Mianmar nesta categoria do blog.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *