Sampa

Caminhada pelas nascentes e mananciais urbanas do Rio Água Preta, bairro Pompeia/SP

É muito difícil matar um rio, por mais que a urbanização selvagem insista em canalizar, esconder, poluir e tentar esquecer. Basta chover que as águas voltam a correr para seu curso natural – e alagar o concreto que está no meio do caminho.

Fiz uma caminhada pelo Rio Água Preta promovida pelo Adriano Sampaio, do projeto Existe Água em SP e aprendi bastante sobre rios urbanos e ativismo ambiental! Fomos acompanhados por alguns índios guaranis que vivem no Parque do Jaraguá e a experiência deles somou muito à caminhada, que já teria sido muito legal por levar por caminhos do bairro Pompeia, Vila Anglo e Sumaré que eu não conhecia. Começamos a andar no SESC Pompeia e terminamos na Praça da Nascente, que fica pertinho do metrô Vila Madalena.

Clique no post e venha ver e ler mais sobre essa exploração urbana que revelou gratas surpresas, como lagos, bicas, intervenções artísticas e nascentes que resistem no meio do concreto.

Almoço no Fitó – filial da gastronomia do Piauí em SP

O Fitó abriu as portas em junho e fui lá conferir o cardápio na companhia de seis amigas queridas. O restaurante apresenta pratos típicos da cozinha piauiense, criados por Cafira Foz, cearense de Fortaleza que foi criada em Teresina.

Fui almoçar lá com algumas amigas e, como estávamos em 7 na mesa, pudemos provar quase tudo no cardápio. É uma das inúmeras vantagens de sair pra comer com muita gente que não liga de dividir comida, hehe.

Veja fotos e segure-se pra não babar no teclado do computador!

Rolar para cima