Como viajar para Noruega sem gastar muito

Sempre tive uma vontade inexplicável de viajar para Noruega. Uma fascinação por esse país que eu nunca soube de onde veio e o porquê. Em minha primeira volta ao mundo (é, já chamo de Primeira porque outras virão, ai de mim se não), é claro que ela tinha que estar na lista! Mas como proceder em um país com a fama de ter a capital mais cara da Europa? Vale o esforço?

 

FATO: chove muito, o conceito deles de verão é 20°C e tudo é caro pracaralho.

 

Mas, em compensação, abre um solzinho e a norueguesada sai sorrindo nas ruas, feliz que nem comercial de margarina.

 

Pra economizar na sua viagem para a Noruega:

 

  • Prepare-se para comprar de tudo nos supermercados – almoço, jantar, café da manhã.
  • Prefira ficar em lugares com cozinha! Assim você tem mais opções de alimentação
  • Hospede-se na casa de um norueguês (conhecidos ou desconhecidos via couchsurfing)
  • Abrace seu lado bucólico: você tem o direito de acampar em qualquer espaço público a mais de 200m de uma residência. Então, se o couchsurfing falhar… acampe!
  • Pegue ônibus – as linhas de trem na Noruega são incríveis, mas os ônibus intermunicipais são, em geral, mais baratos.
  • Faça um eurail pass – se você for se mover muito pelo país, use as informações desse post para fazer as contas e ver se vale a pena!
  • Peça carona – a Noruega é um dos países mais seguros para esticar o dedo na estrada e se mover de um lado para outro sem gastar nada.

 

Ó, esses 20 dias que passei por lá quebraram todas as expectativas.

 

Fuja das hordas de turistas japoneses, compre uma churrasqueira descartável e aproveite o verão na Noruega como fazem os noruegueses: no sol, nos parques, na “praia”.

 

Eles não se deixam abalar por uma tempestadezinha de neve. O ditado que mais ouvi no país é: “Não existe isso de ‘ tempo ruim’, mas sim ‘roupas inapropriadas'”. Eles têm até um conceito maluco de “jardim de infância ao ar livre”, que deixa as crianças do lado de fora O-Tempo-Todo, faça chuva ou faça neve, a não ser que as temperaturas baixem para menos de -15°C. Acho doido – the viking way to raise kids.

 

Em Roma como os romanos: empacotei meu casaco impermeável, meu suéter de lã, minha barraca e meu saco de dormir e fui curtir um verão no norte do planeta.

 

Valeu a pena viajar para Noruega sem ter grana?

 

Vou deixar vocês decidirem pelas fotos abaixo:

 

Vigeland Park com as amigas mais malucas do Mar do Norte <3

Oslo Opera House

Fazendo amizade com o folclore local – Bergen (no intervalo de aproximadamente 56 segundos entre uma chuva e outra)

Geirangerfjord, o mais pop dos fiordes noruegueses – com todos os motivos justificados

Trondheim, uma cidade cheia de água e história

Hestmona, ilha cortada pelo cículo polar ártico e onde passei 10 dias como voluntária em uma fazenda orgânica

 

Antes mesmo de saber o que era a Europa eu já curtia os vikings e meu filme favorito quando criança eu descobri mais tarde que é norueguês – uma adaptação de um conto de fadas complicado chamado O Rei Urso Polar que sabe-se-lá-por-que-deus a locadora lá perto de casa tinha (nem minhas amigas norueguesas conheciam o filme, ainda que o conto de fadas lhes seja familiar). Mais tarde, influenciada por um tio muito querido que sempre alimentou a minha fome de livros, conheci Jostein Gaarder, autor norueguês de diversas obras que estão entre as minhas favoritas e cujo título mais famoso é O Mundo de Sofia. A paixão platônica era tanta que até um pouco de norueguês eu tentei aprender quando tinha 16 anos (infrutiferamente).

 

Bom, continuo sem saber exatamente porque meu coração é da Noruega e não da Suécia, Dinamarca, Islândia ou Irlanda, só pra

citar alguns países de culturas similares. Mas meu amor só aumentou.

 

Ainda que a escandinávia não seja muito famosa por ter um povo caloroso, essa fama tem que mudar, pois só recebi amor de seus habitantes – do caixa do supermercado sempre com um sorriso no rosto ao fazendeiro simpático que dirigiu 30 quilômetros a mais para me deixar num lugar melhor para conseguir a próxima carona rumo a Trondheim. Sem falar dos amigos de verdade que fiz por aqui <3

8 pensamentos sobre “Como viajar para Noruega sem gastar muito”

  1. Ei livia sempre acompanho seus textos por aqui, via seus posts pelo facebook. Mas hj nao resisti e vim comentar! Que legal vc ter ido a noruega me lembro das poucas vezes q conversamos la no celia de vc flar desse seu encantamento com o pais. Nao deixe de postar que vamos viajando com vc

  2. Pingback: Trabalho voluntário em uma fazenda orgânica na NoruegaEUSOUATOA

  3. Pingback: Dicas para caçar a aurora boreal na Escandinávia - EUSOUATOA

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *