Mi Buenos Aires Querida

Minha grande amiga Gabriela Pires AMA Buenos Aires e tem milhares de dicas incríveis para conhecer a capital argentina!

 

O email de viagem abaixo foi enviado para um amigo da Gabi que estava indo passar o ano novo em Buenos Aires. Leia essas dicas e já planeje sua próxima viagem!

 

Observação: os preços na Argentina estão subindo muito devido à inflação do país. Os valores apresentados aqui provavelmente estão desatualizados, por mais que a gente tente acompanhar o ritmo!

Foi a um lugar bacana e quer compartilhar seu email de viagem com os leitores do blog? Encaminhe para livia.aguiar@gmail.com

Buenos Aires

Por Gabriela Pires

Bom, espero que você goste de BsAs assim como eu gosto, não sei o que acontece quando eu chego lá porque realmente EU AMO AQUELA CIDADE (só não amo mais que Paris, porque Paris é Paris), mas é uma mistura de Europa com uma latinidade que deixa as pessoas bem loucas! É uma cidade cosmopolita, de uma beleza melancólica e decadente! Você vai fotografar muito, mas tome cuidado com a câmera ok? Sempre tem gente de olho nos turistas, então jamais deixe a mochila em cima ou pendurada nas cadeiras dos restaurantes (sei de pelo menos 6 pessoas assaltadas assim)!

 

Reveillon é bem diferente do Brasil: já vou dar a dica de antemão pra você não passar a raiva que eu passei indo pra Puerto Madero onde SÓ TINHA BRASILEIRO FAROFA! Bom, os argentinos costumam passar o réveillon jantando com a família e os amigos e só lá pras 2/3 da manhã e começam a ir pras festas. Depois de passar raiva no Puerto Madero e voltar pro albergue nós fomos para uma festa no terraço desse albergue em San Telmo e foi simplesmente maravilhoso! Tem que colocar o nome em uma lista antes então é bom você monitorar.

 

Dale!

 

buenos aires puerto madero gabi pires eusouatoa

Buenos Aires bairro-a-bairro:

– SAN TELMO: é meu bairro preferido. Já foi muito rico no passado pois era próximo ao Porto (Puerto Madero), porém uma peste fez as pessoas ricas se mudarem de lá para a Recoleta e Palermo onde haviam os bosques e era um pouco mais isolado (que de certa forma justifica o fato de BsAs ter se desenvolvido dando as costas para o rio) . O bairro ficou abandonado muitos anos e nos ultimo anos tem sido reduto de estrangeiros e da cena jovem e alternativa de BsAs. Poderia de dizer que Palermo é Moda (carão) e San Telmo é rock (os chicos e chicas “buena onda”). No domingo tem a feirinha na Calle Defensa, tem muitas lojas de antiguidades e na rua as pessoas ficam vendendo artesanato. No final da tarde na praça as pessoas ficam dançando tango, é uma coisa linda de se ver! Vale muito a pena pegar uma cerveja e observar a lógica do tango!

 

– CAMINITO: é aquela coisa turística que tem que ir, mas não perca muito tempo por lá porque é muito fake. Sem contar que tem uns imigrantes bolivianos que não te deixam em paz um minuto.

 

– RECOLETA: É o bairro rico de BsAs! É bem tranqüilo, tem prédios e casarões bonitos e ruas muito arborizadas. Vá ao cemitério, realmente é muito bonito (menos a lápide da Evita que não tem a mínima graça)

 

– PALERMO: É um bairro grande e divido em regiões muito diferentes. Tem Palermo Soho e Hollywood que é onde tem as lojas e restaurantes descolados, tem Palermo Viejo próximo a linha do trem que é onde tem casas bem bonitas e algumas lojas e restaurantes mais escondidos e menos turísticos e tem Palermo Chico (próximo aos bosques e a Av. Libertador) que é onde moram os ricos em palacetes gigantes. Não deixe de passear pelos bosques de Palermo, ainda mais no calor de Janeiro provavelmente você vai encontrar pessoas pegando um bronze na grama.

 

– MICRO CENTRO e PUERTO MADERO: É a parte entre a Recoleta e San Telmo. Tem vários restos bem típicos e algumas baladinhas bem boas, além de ser história pura! Puerto Madero é um belíssimo exemplo de revitalização de áreas portuárias. Cruzando a Ponte de La Mujer na direção do rio Prata tem uma praça nova e bem legal (gosto do projeto, mas não sei se você vai achar muita graça de qualquer forma é o ultimo ponto de BsAs antes do Rio)

 

– TIGRE: é um lugar lindoooooo. É bem na foz do rio e são vários canais que formam ilhas onde as pessoas tem casa de veraneio. É bem legal porque não tem rua, o transporte é todo feito de barco e a pessoa desce na grama de casa. Vale muito a pena conhecer, mas é um passeio pra um dia porque é meio longe. Você vai até o terminal Retiro e de lá pega o trem que atravessa a cidade inteira até a estação de Tigre. Ao chegar você já está onde tem as embarcações. Você pode optar por fazer um passeio em um barco turístico (desses grandes, que em alguns casos até fazem um roteiro que incluem almoço em algum restaurante) ou ir pelo barco dos locais, que também é uma experiência ótima.

 

edificios buenos aires gabi pires eusouatoa

 

Comer em Buenos Aires:

Uma observação: na argentina nada tem sal! E os doces são muitooooo doces!

 

– CAFÉ DA MANHÃ: Tem dois lugares que eu amo pra tomar aquele café da manhã reforçado depois de acordar meio de ressaca. Um dele é o OUI OUI com café da manhã tipo americano com ovos e bacon (Nicarágua 6068 – Palermo) e o outro chama NUCHA e é uma aquisição recente – mais argentino com pão fresco e medialunas (Armênia 1540 esq Gorriti)

 

– CAFÉS: O café Tortoni é famoso, mas nem é o mais bonito. Pra mim o mais bonito é o Las Violetas (com arquitetura ainda original de 1884) que fica um pouco mais longe do centro mas um bairro bem típico (ALMAGRO, onde morou Gardel) Av. Rivadavia 3899 – Esquina Medrano. Pra ir vc tem que pegar o metro antigo que tem os trens de madeira.

 

– EL DESNIVEL: Fica em San Telmo e é tipicamente argentino, meio trash mas barato e onde se pode comer uma carne muito boa. No dia da feira de San Telmo fica lotado e os garçons que já não são muito simpáticos te tratam ainda mais mal, vá num dia de semana normal!

 

– ESTILO CAMPO: Resto de carnes em Puerto Madero. Eu tinha um pouco de preconceito com resto no Puerto Madero porque das outras vezes que fui achei meio truque, mas esse é bom mesmo. Foi dica de argentinos e realmente honrou a fama da boa carne (no domingo é o dia do cordeiro, eu amo então se você gostar também vá nesse dia)! É caro, mas se fosse no Brasil ia ser 4 vezes mais! Média de AR$200 um jantar com carnes, muito vinho e sobremesa!

 

– TE MATARÉ RAMIREZ: Caro (AR$100 média dos pratos no jantar)! Porém muito muito muito bom e valeu cada centavo! Sério, a comida exige uma certa concentração e o ambiente é uma coisa vermelha, pulsante e carnal! É bom fazer reserva!

 

– LA CABRERA: Nunca fui mas todo mundo recomenda pra se comer uma boa carne, um pouco caro e turístico (segundo Amanda Luz). Se for por volta do meio dia, peçam o menu do almoço, que é mais barato e até café e sobremesa inclusa. Fica José Antonio Cabrera, 5099, em Palermo

 

– DADÁ: Pequeno, super tradicional e freqüentado por argentinos. Não é caro nem barato e a comida é bem boa! Fica no Micro Centro na Calle San Martin, 941.

Drinks e Baladinhas em Buenos Aires:

– PUERTA ROJA: É meu bar preferido para a vida toda! Fica em San Telmo e reúne gente do mundo todo! Musica boa, sinuca e cerveja gelada! Sem contar que funciona até as 6 da manhã! Fica na Calle Chacabuco entre Chile e a Av. Independência (como o próprio nome diz é uma porta vermelha que você tem que tocar a campainha. Daí é subir as escadas e só alegria!)

 

– OLSEN: É um bar nórdico com produção artesanal de vodkas. Dá pra sair de lá bem louco e se enfiar no primeiro inferninho que achar pela frente. Tem um tábua que vem uns canapés combinados com as vodkas de diferentes gradações alcólicas! É VI-DA! Da ultima vez que fui lá o atendimento tava meio ruim, mas no fim a vodka sempre salva!

 

– 878: É um bar de drinks a portas fechadas. Perfeito para um “date”! Tem iluminação baixinha e um jazz da melhor qualidade. Fica em Palermo Viejo na Thames 878 numa parte onde só tem casas. É bem capaz de você passar na porta e nem ver porque não tem placa nem nada e a porta de madeira fica fechada mesmo. Quando você chega o segurança abre pra você e é só alegria!

 

– THELONIOUS JAZZ CLUB (Jerónimo Salguero 1884): drinks, jazz, gente jovem e bonita.

 

– NICETO CLUB: OTIMOOOOO! um studio sp hipster rs. tem bons shows, até mesmo brasileiros. Fica na Niceto Vega, 5510 (palermo hollywood)

 

– MAKENA CANTINA CLUB: É bem legal e bem alternativo. Fui no domingo que dizem ser o melhor dia quando tem Jam sessions e dj’s convidados. Fica na Fitz Roy, 1519. Programação aqui ó: http://www.makenacantinaclub.com.ar/esp/index.html

 

– LA TRANSTIENDA: nunca fui mas as pessoas falam que é bom. Sempre tem bons shows e fica em San Telmo!

 

gabi pires bar buenos aires eusouatoa

3 noites imperdíveis

 

SEGUNDA: Tem que ir na BOMBA DEL TIEMPO!!! Tem que ir! É uma espécie de percussão eletrônica muito contagiante! É lotado e fica ao ar livre, sem contar que você toma quilmes no copo de 1 litro! Não tem uma vez que não vou a BsAs e deixo de ir lá! Fica no Centro Cultural Konex na Sarmiento, 3131 em ALMAGRO.

COMEÇA E TERMINA CEDO – das 19h as 23h! Depois dá pra ir pra uns bares ali perto ou pra outro lugar!

 

TERÇA: CATEDRAL DEL TANGO. É a balada jovem do tango! Uma boa oportunidade de ver as pessoas dançando normalmente sem aquelas roupas com fenda e aquelas acrobacias todas. Muito mais sutil e muito, mas muito mais bonito. Tem o salão e um tanto de mesas e sofás em volta onde as pessoas ficam conversando e bebendo! Lindas fotos! Tem orquestra e algumas vezes costuma ter uns dançarinos que apresentam umas danças meio folclóricas da argentina.

Começa por volta das 23/00h e vai por toda madrugada!

 

QUARTA: Fernandes Fierro – Osquestra de hard tango! Eles são jovens e excelentes musicos, vale a pena demais ir no show! Os shows começam as 22:00 no bairro do Abasto – Calle Sanchez de Bustamante 764 (pertinho do shopping Abasto) É bom fazer reserva ou então chegar cedo porque é pequeno e lota!

 

Besitos!

 


 

Todas as fotos deste post são da Gabriela Pires, cedidas gentilmente ao blog <3

 

Foi a um lugar bacana e quer compartilhar seu email de viagem com os leitores do blog? Encaminhe para livia.aguiar@gmail.com

Reserve sua hospedagem em Buenos Aires:

Portal del Sur – o hostel que eu sempre me hospedo em Buenos Aires: limpo, seguro, central, barato e com buena vibra! Já fiquei lá com amigos e também foi onde me hospedei quando viajei com meus pais e irmãs

Outros hostels no centro de Buenos Aires

Ostinatto Hostel – hostel recomendado pela Gabi, autora deste post. Ela já se hospedou lá várias vezes 🙂

Outros hostels em San Telmo – outro bairro central e super charmoso na capital argentina

Outros bairros bacanas de se hospedar:

Palermo

Belgrano

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *