Pausa para o çai em Istambul, Turquia

Em Istambul, Turquia, qualquer momento à toa é o momento certo de tomar um çai. O çai é o chá turco, nosso chá preto de todo dia mesmo (pronuncia-se tchai em turco), servido forte ou fraco, e pode ser adoçado com açúcar ou não. Experimente o delicioso café turco, mas não se esqueça de dar atenção também ao chá, o assunto deste post. O çai já vem à mesa pronto pra beber, tradicionalmente servido em um copo de vidro bojudo de cintura fina e borda larga. E cuidado que o líquido vem bem quente e não existe asa da xícara! Segure o copo delicadamente pelas bordas e vá sorvendo devagar, dando a pausa que o momento merece. 

Istambul, Turquia. A maior cidade do país, mas não confunda com capital (esse título passou pra Ancara em 1923). A megalópole gigante cheia de arranha-céus, vida noturna agitada, vários tipos de transporte público e com pegada muçulmana moderna use-o-véu-se-quiser é também uma metrópole-senhora, cheia de história, mais antiga que o Império Romana. Não podemos negar-lhe suas tradições. Especialmente quando elas envolvem parar, sentar com os amigos e compartilhar um dedo de prosa olhando pra paisagem.

 

Vale parar pro çai depois do café da manhã do hotel, antes do café da manhã, antes do almoço, depois do almoço, no meio da manhã, no meio da tarde, antes do jantar… pode parar quantas vezes quiser e precisar, sempre haverá uma casa de çai à vista.

 

Quer dizer… de noite é complicado, as casas de çai estão fechadas e a noite de Istambul convida para festas profanas ao som de música balcânica (existem outras festas, que inclusive tocam Michel Teló, mas por favor, né? Estamos na Turquia) ou sagradas e rodopiantes cerimônias sufi com os dervishes girantes a rezar e meditar.

 

Mas esse é assunto pra outro post, voltemos à luz do dia e ao çai.

 

cai-kiwi_istambul-turquia_eusouatoa

Çai de kiwi, inovação de uma casa de çai hipster e fofa do bairro Cihangir em Istambul, Turquia. 

 

Quando o tempo está bom, digamos… se for uma tarde fresca de verão, sugiro procurar uma casa de çai ao ar livre, de preferência perto do Bósforo, Mar de Mármara ou Chifre de Ouro. Se o tempo não estiver tão bom, procure uma casa de çai com terraço fechado, ambiente protegido para aquecer corpo e coração. Qualquer que seja o tempo, uma bela vista faz-se necessária para completar a cena perfeita – se for a hora do pôr do sol, melhor ainda!

 

Descanse seus pés e braços cansados de tanto andar pra cima e pra baixo do Mercado de Especiarias e o Grand Bazaar com compras sensacionais. Relaxe seu pescoço tenso de tanto olhar pra cima na Catedral Santa Sofia, na Mesquita Azul e nas outras inúmeras construções belíssimas de várias épocas históricas. Junte-se ao seus companheiros de viagem para falar dos feitos do dia, faça novos amigos ali mesmo e tagarele sobre as diferenças entre Brasil e Turquia ou aproveite o silêncio para apreciar a paisagem, o ritmo da cidade, as conversas nas mesas próximas em uma língua totalmente alienígena para nós. Peça um çai. Dois. Três.

 

Esse momento de pausa é baratinho e irrepetível em outro lugar. E se você curtir muito, como eu curto, compre seus copinhos de chá turco e leve a tradição pra casa – pode me convidar prum çai que eu vou!

 


Pesquise mais sobre a Turquia!

Veja todos os posts do blog sobre o país
Compre o livro Queria Ter Ficado Mais e leia o capítulo que escrevi sobre Istambul

Compre ingressos com desconto para vários museus e passeios na maior cidade da Turquia

Reserve sua hospedagem em Istambul e outras cidades turcas maravilhosas:


Booking.com

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *