Mochila ou mala: qual é melhor pra viajar?

Volta e meia recebo um e-mail de leitores perguntando se é melhor viajar de mochila ou mala. Respondo que depende: depende do quê você vai levar, por onde, por quanto tempo.

 

Este post é para listar os prós e contras de cada uma a partir das minhas experiências com viagens curtas e longas. Mas já começo dizendo: o melhor é levar o mínimo possível, seja de mala ou de mochila.

 

Desapega! Essa é a primeira regra para uma viagem com menos stress.

 

Bom, mas vamos aos prós e contras entre malas e mochilas em 4 tópicos importantes:

 

malaoumochila_blog_eusouatoa

 

Quantidade de coisas que cabem dentro de cada uma:

As duas acima têm 50 litros de capacidade.

Então, em teoria, cabe a mesma quantidade de coisas em cada uma, certo?

ERRADO!

Com a mala, você coloca todas as coisas que quer carregar para dentro do zíper. Fim, acabou, fica tudo protegido lá dentro.

Já a mochila é feita pra você agregar coisas no seu exterior, atando barraca, saco de dormir, colchonete, botas e o que mais der pra colocar ao seu redor. Fica bizarro? Acaba com a aerodinâmica da mochila? Sim, mas às vezes é necessário.

Só não recomendo despachar a mochila nesse estado, os aeroportos são ogros destruidores de bagagem.

mary poppins

A não ser que a sua mala seja como a da Mary Poppins, ponto pra mochila!

 

Organização dos itens em seu interior:

A mala tem organização horizontal de seu conteúdo. Você pode separar setores dela para calças, outro para blusas, os sapatos ali no canto, itens de banho no centro (dentro de sacolinha pra não entornar tudo, por favor!). Isso faz que você encontre facilmente tudo que tem ali dentro e as roupas conseguem ficar sem amassar por mais tempo.

george mala

A mochila não: a organização é vertical, tudo empilhado. Algumas marcas de mochila têm aberturas no meio com zíper, tentando eliminar esse problema da mochila. Mas essa minha, por exemplo, não é assim. A minha organização da mochila é feita com sacos de pano, cada um deles funcionando como uma “gaveta”: saco de blusas, saco de calças e shorts, saco de vestidos, saco de roupas íntimas, etc. Assim a mochila não vira um grande caos geral, ainda que esteja tudo empilhado.

Ponto pra mala!

 

Proteção dos itens que carrega:

Por ser rígida e ter rodinhas, a mala acaba protegendo mais os itens de seu interior. Além da vantagem da rigidez da mala, existe o fator externo: as pessoas que não são você e que irão manipular sua bagagem.

Minha mochila já foi jogada de cima de ônibus até o chão – mas carregadores em geral tomam bem mais cuidado com as malas.

mochilao

Ponto pra mala!

 

Mobilidade (facilidade de levar de um lado a outro):

A mala de rodinhas é boa para lugares planos, com rampas e poucos acidentes geográficos. Ou seja: é boa para aeroportos, shoppings e a sua casa (se não tiver degraus).

A mochila é transportada nas suas costas e vai onde você for, sem problemas com escadas, chão de pedrinhas, areia ou atravessando rios (sim, às vezes você vai fazer uma trilha, sei lá). Ou seja: você vai onde quiser!

pinguim mochila

Mas existe um porém: com uma mala, você pode levar muito peso, muito mesmo, pois na maior parte do tempo quem carrega são as rodinhas. Com a mochila, você deve levar apenas o peso que consegue carregar. Use sempre os fechos auxiliares dela, de cintura e de peito, quando for carregar por maiores distâncias. Eles servem para distribuir o peso por toda a sua coluna.

Ponto pra mochila!

 

Comparando, parece que deu empate. Mas vale ponderar que, dependendo da situação, a mochila ganha, em outras a mala ganha.

 

Em viagens curtas de negócios ou com eventos chiques, de avião, a mala pode ser a melhor opção. Você leva tudo o que precisa, inclusive algumas roupas já passadas e lisinhas, secador de cabelo, barbeador, enfim, coisas que você só leva quando tem que estar lindo maravilhoso para algum evento. Esses itens pesam mais e precisam de mais espaço.

 

Em viagens longas, a mochila é a melhor opção. Você vai poder pegar todos os meios de transporte que precisar sem medo. Desde quando você vai precisar de roupa passada pra ir numa cachoeira no meio do Laos? Ou pra andar de bicicleta em Amsterdam?

 

E o que você está fazendo com itens de valor na sua mochila grande???

 

Computador, câmera e outros gadgets devem andar sempre na sua “mochila de dia”, aquela que não se separa NUNCA de você (exceto quando for pra colocar dentro de um armário com cadeado no hostel)

 

A mochila de dia é aquela sua amiga inseparável, onde você leva água, protetor solar, câmera, diário de viagem e outras coisinhas que você usa durante seus passeios por aí. Na hora de se deslocar de um lado pro outro, as coisas de valor também vão pra dentro dela, a fim de evitar roubos pelas fuinhas de bagagem, seres misteriosos que ninguém sabe de onde vieram e pra onde vão e que levam tudo que acharem legal.

 

Neste vídeo, mostrei como arrumar o mochilão pra ele não virar aquele caos ao longo da viagem!

Mais posts sobre organização de mala e mochila:

Minhas mochilas pro Kerala: 14kg pra aproveitar calor, frio, trekking e praia no sul da Índia

Quanto tempo demora para empacotar um mochilão

Como fazer mala para viagem curta, longa ou para fazer uma volta ao mundo

 

6 comentários em “Mochila ou mala: qual é melhor pra viajar?”

  1. OMG, Lívia! Esse seu post me ajudou muito! Obrigada, obrigada, obrigada!
    Obs.: Sabe onde compro uma bolsa igual a da Mary Poppins? haha
    Beijo e, mais uma vez, obrigada!

  2. Pingback: Como fazer mala para viagem longa/volta ao mundo

  3. Pingback: Como arrumar mochilão para viajar

  4. Pingback: 10 itens essenciais para levar na mala

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *