Estou concorrendo a uma viagem a Kerala, sul da Índia! Vota em mim? :)

Em Jodhpur, bati na porta de uma casa com a placa “We make henna here” (pintamos com hena aqui).

Eu queria fazer aquelas pinturas de hena maravilhosas nas mãos e acabei conhecendo uma família só de mulheres (o marido e o filho da matriarca haviam morrido), que não só fizeram a hena muito lindamente como também decidiram me vestir e maquiar como indiana e fazer um ensaio fotográfico meu na casa delas! Foi muito legal! Uma daquelas experiências únicas e deliciosas que podem acontecer quando viajamos sozinhas

 

Olás queridos leitores, como foi a virada de ano pra vocês? A minha foi boa e 2017 já chegou quente cheio de novidades!

Estou concorrendo a uma blog trip para o estado de Kerala, na pontinha oeste da Índia e conto com a ajuda de vocês para ganhar! Vota em mim?

Basta clicar aqui e confirmar seu voto com o facebook ou email 🙂

 

A viagem vai durar duas semanas e é promovida pelo Departamento de Turismo de Kerala. Serão 30 blogueiros do mundo todo viajando juntos! Mal posso esperar para voltar para a Índia e quem sabe essa vai ser a minha chance? 😀

 

Kerala Blog Express está em sua 4a edição e brasileiros participaram de todas elas!

Todo ano, eles escolhem pelo menos dois brasileiros, conheça os que foram nas edições anteriores:

 

Em 2014: Gaía Passarelli e Oscar Risch

Em 2015: Carla Ferreira e GQ Jairo (gente, não achei o blog dele, alguém conhece?!)

Em 2016: Carla Boechat, Patrícia Schussel e Susana Ribeiro

Clique nos nomes dos blogueiros para ler seus blogs e quem sabe já começar a sonhar com a Índia 🙂

 

Durante a minha volta ao mundo, em 2012, conheci o norte da Índia durante 5 semanas. Isso parece muito tempo, mas passou VOANDO! Foi uma viagem até bem rápida, quando conheci Nova Delhi, Agra, Varanasi, Jaipur, Jodhpur, Jaisalmer (e o Deserto de Tar) e as cidades no meio do Himalaia: McLeod Ganj (onde mora o Dalai Lama quando não está viajando pelo mundo enviando mensagens de paz e amor) e Bhagsu.

 

Como a Índia é um país enorme (não mais que o Brasil, mas ainda sim bem enorme) e com muitos templos, retiros espirituais e de ioga, praias, montanhas, desertos, cidades e TUDO o mais, são milhares de motivos para visitar o país e voltar sempre! 

 

541218_10150793541044185_528243935_n

Ser mulher na Índia

Não vou mentir: é um país complicado para mulheres que viajam sozinhas. Na verdade, acho que é um país difícil para todo viajante, homem ou mulher, viajando sozinho, em dupla ou em grupo – porque a cultura é muito diferente da nossa, os habitantes são super curiosos em relação à gente (querem tocar, tirar foto, conhecer a gente mesmo) e também tem muitas pessoas querendo ganhar um dinheirinho dos turistas (que muitas vezes acaba virando assédio), fora que muitas vezes as ruas são sujas e há um caos geral pairando no ar.

 

Fora isso, as mulheres são super reprimidas na Índia (sabia que elas não podem alugar um apartamento sem autorização do marido ou pai em várias cidades?!) e uma mulher viajando sozinha é tipo um alien. As pessoas perguntam onde está seu marido e, ao descobrir que você não tem marido, é choque geral! Seria engraçado se não fosse triste… Há ainda muito o que fazer até que as mulheres do mundo todo sejam livres para ir e vir como quiserem e é se afirmando, enfrentando o machismo de frente, viajando e sendo livres que a gente vai conquistando nossos espaços!

 

Ainda que seja um país difícil, eu amo a Índia. É um país que muda tudo dentro da nossa cabeça, como escrevi nesse post.

Basta ir se cuidando sempre e com o coração aberto para o diferente que você também vai achar muitos motivos para amar <3

Mal posso esperar para voltar! Quem sabe vai ser nessa viagem para Kerala? Espero que sim 🙂

 

Bom, é isso, queridos, obrigada por ler e acompanhar o blog! E espalhem o link da votação por aí, hehehe.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *