brasil

Caminhada pelas nascentes e mananciais urbanas do Rio Água Preta, bairro Pompeia/SP

É muito difícil matar um rio, por mais que a urbanização selvagem insista em canalizar, esconder, poluir e tentar esquecer. Basta chover que as águas voltam a correr para seu curso natural – e alagar o concreto que está no meio do caminho.

Fiz uma caminhada pelo Rio Água Preta promovida pelo Adriano Sampaio, do projeto Existe Água em SP e aprendi bastante sobre rios urbanos e ativismo ambiental! Fomos acompanhados por alguns índios guaranis que vivem no Parque do Jaraguá e a experiência deles somou muito à caminhada, que já teria sido muito legal por levar por caminhos do bairro Pompeia, Vila Anglo e Sumaré que eu não conhecia. Começamos a andar no SESC Pompeia e terminamos na Praça da Nascente, que fica pertinho do metrô Vila Madalena.

Clique no post e venha ver e ler mais sobre essa exploração urbana que revelou gratas surpresas, como lagos, bicas, intervenções artísticas e nascentes que resistem no meio do concreto.

Almoço no Fitó – filial da gastronomia do Piauí em SP

O Fitó abriu as portas em junho e fui lá conferir o cardápio na companhia de seis amigas queridas. O restaurante apresenta pratos típicos da cozinha piauiense, criados por Cafira Foz, cearense de Fortaleza que foi criada em Teresina.

Fui almoçar lá com algumas amigas e, como estávamos em 7 na mesa, pudemos provar quase tudo no cardápio. É uma das inúmeras vantagens de sair pra comer com muita gente que não liga de dividir comida, hehe.

Veja fotos e segure-se pra não babar no teclado do computador!

Mulheres que viajam sozinhas! Participação no programa Encontro com Fátima Bernardes (sem a Fátima)

Eu e a querida Gaía Passarelli fizemos uma participação no programa Encontro com Fátima Bernardes para falar sobre mulheres que viajam sozinhas!

Fiquei nervosa pra caramba e, assistindo depois, vi que podia ter falado de muito mais coisas, mas no final acho que deu pra passar o recado mais importante: viajar sozinha não é difícil e é muito prazeroso!

Você pode viajar sozinha! Vem comigo que te ajudo a planejar!

Viajar sozinha não é para poucas, é para todas! Não é difícil. Não é solitário. Não é caro. E não é mais perigoso do que viver no Brasil.

Esse post é pra você que fica colocando uma montanha de dificuldades pra sua viagem dos sonhos. Um estímulo para que você pare de esperar por uma companhia ideal para realizar aquela sua viagem. Um ultimato para você começar a planejar seu voo solo pela primeira vez.

Você pode viajar sozinha! Vem comigo que te mostro como!

Degustação de cervejas artesanais na fábrica da Backer, em BH

Durante o Encontro de Blogueiros de Viagem da RBBV em Belo Horizonte, fizemos um tour pela fábrica da Backer, uma das cervejarias mais premiadas do Brasil.

Veja o vídeo-snap com a degustação de 5 cervejas artesanais da casa e conheça um pouco da cervejaria antes de ir até lá experimentar também!

Mercado Central de BH: produtos para levar pra casa e ter saudades de Minas

Belo Horizonte é minha cidade natal e o Mercado Central de BH mora tanto no meu coração que eu tento ir sempre que dá. Além de ser um lugar ótimo pra comprar coisas para meu dia-a-dia, também é um lugar que eu amo ir com os turistas que vêm pra Belo Horizonte!

Confira os melhores produtos para levar um pouco do gosto autêntico de Minas Gerais de volta pra casa 🙂

Dicas para conhecer o litoral de Alagoas, o Caribe Brasileiro

Meu amigo Alan Albuquerque escreveu um rico email de viagem sobre sua viagem pela costa alagoana, partindo de Maceió e passando por Maragogi, São Miguel dos Milagres e a foz do Rio São Francisco.

Uma viagem inesquecível, mas que ainda deixou gostinho de quero mais, diante de uma oferta tão rica de lugares maravilhosos para se visitar.

Depois de ler o email do Alan, o sentimento que fica é que preciso conhecer mais o Brasil! Tem tanto lugar lindo na nossa terra! Leia o post e também deixe-se enfeitiçar pelo Alagoas.

Descubra os sabores da Amazônia no Mercado Ver-O-Peso, em Belém do Pará

É no Mercado Ver-O-Peso, considerado a maior feira livre da América Latina, que deságua a maioria dos produtos amazônicos, de onde partem para o resto do mundo.

Belém é uma cidade mágica, efervecente, hospitaleira, quente, úmida, inebriante. E o Mercado Ver-O-Peso é a porta de entrada para começar a experimentar esse mundo novo amazônico com o passo firme.

Acompanhe a movimentação do mercado nesse post nostálgico com muitas saudades do mercado, do açaí fresquinho, das frutas loucas da amazônia, das pessoas, do sotaque, da comida, do jambú, de tudo!

Passeio de domingo pelo (futuro) Parque Minhocão em São Paulo

No meu sonho para o Parque Minhocão, em poucos anos todos os apês mais próximos ao elevado terão se tornado espaços culturais integrados a ele, se tornarão ponto nobre da cidade, e o asfalto do Minhocão vai estar coberto de plantas. Mas ainda falta muito chão para chegar ao modelo ideal de ocupação. Isso se um dia chegar, é preciso encarar as promessas políticas com ceticismo.

Leia a coluna completa sobre um passeio de domingo pelo Minhocão na minha contribuição semanal na MaxMilhas (link no blog).

Um café com vista para o centro de Belo Horizonte

Por se localizar no vale da Serra do Curral, o centrão de BH tem poucos mirantes de onde se pode ver a cidade de cima. O jeito é recorrer a um prédio que tenha vista. No começo do ano, graças à minha amiga Danielle Pinto, descobri o restaurante do Belo Horizonte Othon Palace, de frente pro Parque Municipal.

Central, agradável, acessível e ao mesmo tempo com ares de exclusividade, o Varandão do Othon já se tornou um dos meus pontos de observação favoritos na cidade! A comida não é lá grandes coisas (e cara), mas o café é delicioso – uma desculpa para subir até o 25º andar e apreciar a vista.

Leia o post e inclua o Othon no seu roteiro por Belo Horizonte.

Rolar para cima